GPS em Atraso 2022

Todo o segurado ativo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve cumprir com o pagamento mensal das contribuições devidas para receber os seus benefícios. Por isso, em caso de GPS em atraso 2022, é bem normal que o contribuinte fique preocupado. No entanto, não há razão para ficar preocupado por muito tempo, uma vez que a previdência social 2022 oferece um escape para o pagamento das contribuições atrasadas. Não deixe de saber como quitar o seu débito no GPS em atraso 2022, já nos próximos tópicos.

GPS em Atraso 2022
GPS em Atraso 2022

O que é GPS

A sigla GPS serve de abreviação para o Guia da Previdência Social. Este guia é um documento que possui informações relacionadas as contribuições feitas pelo segurado do INSS. O documento também serve como uma espécie de boleto para o pagamento das contribuições pela entidade patronal ou pelo próprio trabalhador.

Os cidadãos que estiverem com a situação do GPS em dia podem receber os benefícios determinados pelo INSS. Alguns desses benefícios são:

Atualizar GPS em Atraso 2022

Atualizar o GPS em atraso é muito simples, já que tudo o que o você precisa fazer é gerar um novo guia com uma data de vencimento renovada. A disponibilidade do portal do INSS pela internet torna a atualização ainda mais pratica. Siga o passo a passo que montamos logo abaixo para atualizar o seu GPS:

  • Comece entrando no portal eletrônico do INSS usando este link – inss.gov.br;
  • Na página inicial, clique na opção Guia da previdência;
  • Clique na opção CALCULAR GUIA / CARNÊ;
  • Escolha a opção que vai de acordo com a sua modalidade de contribuição;
  • Informe todos os dados pessoais e outros, e no fim clique em continuar;
  • Na próxima tela verás os valores e a nova data de pagamento.

Como Emitir a GUIA GPS

Como notou no procedimento anterior, o GPS atualizado foi gerado, faltando apenas fazer a sua impressão. Isso significa que para emitir o guia basta seguir os passos descritos anteriormente e depois completar o processo com as etapas abaixo:

  • Selecione as competências que você deseja incluir;
  • Por fim, clique na opção Gerar GPS para imprimir o guia.

Cálculo GPS em Atraso

Existem duas categorias de atraso do GPS que ditam a fórmula que deve ser usado. Ou seja, existem aquelas parcelas vencidas a mais de 5 anos e as vencidas a menos de 5 anos. No primeiro caso, é possível calcular a GPS em atraso pelo site da Receita Federal no Sistema de Acréscimos Legais (SAL).

Agora, no caso de contribuintes com parcela em atraso vencida a menos de 5 anos, o cálculo é um pouco mais complexo devido as regras que devem ser observadas no processo.

Em geral, nessa situação a previdência demanda o pagamento de 20% da média de 80% das últimas contribuições do segurado para cada mês de atraso. Isso significa que o contribuinte paga juros de 0,5%, sem contar a multa de 10% deduzida conforme o valor da contribuição dos meses.

Deixar uma resposta